I LOVE YOU numa parede da cidade
Ajeito as lentes pra ler o oculto, enquanto minha garota se lança ao meu abraço - meus braços estão fechados.
Preparo o meu cigarro, preparo a minha viagem, meu acento é na janela. Meu pai se ri em algum lugar. Fotos de um amor antigo. Meus pés preguiçosos, as tardes de areia branca. Meus velhos. Tudo pra mim é um rio... Vai parecendo vir.
Hoje eu bati o carro, cantei a sonora YEAH ela sorria no banco ao lado, enquanto a chama já se apagava
Perdemos os trilhos, o curso, eu via o sol e algum balão no céu são todos sós. Baixei a guarda, seus lábios mudos mudaram de repente, meus olhos viram tudo lentamente, era um desenho estranho... lembro de mim criança, correndo pra algum abraço, mas tudo é como um rio, vai parecendo vir, e meus braços que então se abriram viram, não vinha nada

Um comentário:

Bia disse...

Como poderia eu
ter momento mais doce,

do que aquele em que
tu faz-me sentir especial,
alvo de poéticas palavras,
sinto-me em outra galáxia
quando tua poesia me toca.

"I love you", pra você é pouco,
forever!

Beijos, baby blue.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...