Todos os olhos restam fechados agora, como eu e você pra mim com o mundo. Pouco importa as cores, seus amores de tanto maculados e tanto do ardor de outrora e afores. O castelo que ruía ainda ha posto no mesmo lugar meu bem porque se bem me quer me queira me queira mais. Sob a aurora de novos ventos e todos meus sentimentos sairão a ti pareôs e a tua mão - seu jeito manso de toar montanhas e navegar no mar de ondas turvas de rara beleza azul pra me ensinar do amor, essa coisa esquisita. Seja onde for; eu, errante de um mundo ao sul, sou eu, esse um que desde o primeiro instante lhe almou com calma o coração, mas, desesperadamente, lhe amou com a alma de todo então; mas agora qual, não pôde. mas, bem te quis e sempre te estarei e aqui quem sabe assim lhe aqueça eu digo isso porque tenho medo, tenho medo de que você também me esqueça...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...