PASSO A PASSO. ALGUM COMEÇO. E A NOITE ME PASSOU CALADA, EU, POR ELA, EM PEDAÇOS. TUDO MESMO É SOBRE AMOR-
DAÇAR AS COISAS DO CORAÇÃO ENTRE ESTRANHAS ENTRANHAS
TUDO MESMO É SEMPRE UM TCHAU, MINHA CARA.

ANDO UMA RUA QUALQUER DA CIDADE DE TODO "EU TE AMO" INTEIRO. O TEMPO QUE SE ESTENDA PRA ENTENDER. EU TENHO MEUS MINUTOS PRA ENFEITAR AMOR, MAS VOCE NAO PODE VER MAIS QUE O MESMO. AVISTO UM CONTO ABSTRATO: O CAOS A VIDA E O NADA. EU VI TUDO GUARDADO. O PASSADO FUSTIGA LAMINA A ESCORREGAR NA PELE (PRECISA INCISAO NA ESQUINA. TRES ATOS E MEIO) AS LUZES ACESAS SEM ME ESTENDER TENTEI TE FALAR MIL VEZES DAS COISAS QUE O VENTO TRAZ, E LEVA. ME ACUSE, MAS NÃO ME ATIRE. ME RETIRE, MAS NÃO ME RECUSE BOCA A DENTRO O OCO DA NOITE IRREMEDIAVEL SUPLICA O ACASO, E GIRA, NO ENTANTO, EU NAO ESTOU LA. UM TCHAO SE LANÇA UMA VEZ MAIS. TUDO É TAO TANTO
É MUITO DIFÍCIL DE SE SENTIR UM SENTIMENTAL AS TRES DA MANHÃ
DESABO O MEU POEMA ENTRE CAFES E AS VISTAS COM AS JANELAS PRA BRINCAR
AO TEMPO (IN) CERTO, O SOL DA PAULISTA BOTA ESSA LUPA, MAS EU VOU FICAR NA MINHA CLARO, COMO VOCÊ, ENQUADRO O MOVIMENTO

- ESCONDE O RIJO DOS OLHOS!

TE VER É TUDO NUNCA MAIS. O TEU GOSTO DE CIGARROS. QUER SABER?
SE NOVES FORA ZERO GIRA A AMPULHETA, BABY; DA JANELA, AMOR DE MUITO, EU SEI. DESCULPE O SILÊNCIO. EU NAO VI ACONTECER. QUEM DE NOS SAIU PERDENDO?PAREDES VAZIAS COMIGO JUNTO CHAO DE EMPUNHAR DESEJOS PENSO MUITO E PENO O CEU SUBTERRANEO VERMELHO QUALQUER COISA TUDO AQUI ESPERA SER NORMAL, EU FINJO. APLAUSO E LUZ TERMINA AQUI UM LADO MEU QUALQUER COMEÇO NO MESMO LUGAR DE ONDE PAREI

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...