EU NÃO SEI

SE BANCO OU LANÇO FORA O QUE EU IA FALAR? MAS QUEM DISSE?
INVISIVEL. INVENCIVEL. NO CHAO É ARTE, E O CORPO EM PELE E PELO DEPENDE DO AR. DESPRENDE DA NOITE, QUE TEM UMA BOCA ENORME. ENQUANTO QUE O CEU DESPENCA QUEBRANDO O TELHADO. PENSO QUE TUDO É DE UM RADIO PRA CABEÇA E OS PÉS PRO MUNDO, MAS ME PASSEI DOS VINTE ANOS E NÃO ENXERGO HÁ QUANTO JÁ DESISTO

TUDO ACONTECE CERTO TODAS AS MANHAS. E É TEMPO AINDA E, POIS, AGORA PRA LHE MATAR O TEMPO. NÃO PÁRA! TENHO QUE A IDADE TORNA DIFICIL O CONVÍVIO. E O RESTO, INCONDICIONALMENTE PRODUZ O MESMO EFEITO. TUDO É TAO QUASE. DE ANTE-MAO, UMA JANELA QUE EU LEVE PRA SE EU PRECISAR PULAR. HÁ UM NÓ NO ANDAR, O NONO. EU VOU COM OS PASSAROS VESTIDO COM MEU CORPO HUMANO VAGUEIO NA RUA CHUTANDO ESTRELAS, OMITINDO O AVANÇO QUE CONQUISTAMOS. VOCE PENSA NAO, EU PINTO A CALÇADA.
FRENTE A FRENTE, DERRAMANDO ENFIM TODAS AS PALAVRAS, DIZEMOS, COM OS OLHOS, DO SILÊNCIO QUE NÃO É MUDEZ. UMA PARTE DE MIM É PERMANENTE: OUTRA SE SABE DE REPENTE. MINTO! EU MATEI MINHA SAUDADE MAS, DEPOIS VEIO OUTRA ESQUELETO DE TUDO. ESQUELETO DE NADA. O PROFESSOR DE TUDO. O PROFESSOR DE NADA A CRUA CARNE É VIVA E PULSA - E O QUE VOCE VÊ, SÃO SÓ TRAPOS E PANOS. MOENDO EM MIM MEMORIA, OS ANOS PASSAM PARA TRÁS, EU NÃO ME PAREÇO COM VOCÊ! TUDO ISSO É CONFISSÃO. EU DESTRUO QUASE TUDO O QUE TOCO,

UMA VEZ AQUI, NADA TE FAZ MUDAR
PENSO EM VOCÊ
AMANHEÇO
EU LONGE RIMA QUEM

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...